segunda-feira, 6 de julho de 2020

Cientistas detectam brilho verde na atmosfera de Marte

Pela primeira vez cientistas detectaram um brilho verde na atmosfera de Marte, fenômeno causado pela interação do dióxido de carbono na atmosfera do planeta com a radiação ultravioleta do Sol. A descoberta foi feita por uma equipe da Agência Espacial Europeia.

Agência Espacial Europeia/Reprodução
Agência Espacial Europeia/Reprodução

Esse belo fenômeno de luz verde também acontece na Terra e é conhecido como aurora boreal, um espetáculo de luzes que acontece quando elétrons energéticos vindos do espaço atingem a atmosfera superior do nosso planeta, aquecendo o oxigênio que produz essas maravilhosas luzes verdes.

A equipe de cientistas detectou as luzes usando um modo de observação especial do ExoMars que inclui um detector de luz ultravioleta e visível. A descoberta dessas luzes pode ser útil para as futuras missões em Marte, contribuindo para o estudo da atmosfera marciana e analisando dados da densidade atmosférica e como ela poderia interagir com satélites e pousos.

Cientistas fazem mapeamento do campo magnético de Marte
. Hubble registra momento em que o cometa Atlas se despedaça na órbita de Marte
. NASA usará sondas espaciais com IA para procurar vida fora da Terra

"Esse tipo de observação de sensoriamento remoto, juntamente com medições in situ em altitudes mais altas, nos ajuda a prever como a atmosfera marciana responderá a mudanças sazonais e variações na atividade solar. A previsão de mudanças na densidade atmosférica é especialmente importante para as próximas missões", disse Hakan Svedhem, membro da Agência Espacial Europeia.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only