terça-feira, 2 de junho de 2020

Polícia indiana prende pombo suspeito de espionagem

No último dia 24 de maio, policiais de Manyari, na Índia, capturaram um pombo espião paquistanês que tinha um anel aparentemente codificado em sua pata, além de ter tinta rosa nas pernas.

Pombo/Reprodução
Pombo/Reprodução

O pombo foi preso na fronteira de Caxemira, local que está sendo disputado pela Índia e Paquistão.

"Embora as aves não tenham fronteiras e muitas voem através dos limites internacionais durante a migração, um anel codificado no corpo de um pombo capturado é motivo de preocupação, pois as aves migratórias obviamente não têm essas coisas", disse um dos policiais para o Times of India.

Jacaré que sobreviveu aos bombardeios da Segunda Guerra Mundial morre aos 84 anos
No decorrer do tempo, um  paquistanês afirmou que era o dono da ave, alegando que o código do anel na verdade era seu número de telefone, que deveria ser usado caso alguém encontrasse o pombo. O cidadão paquistanês se chama Habib Ullah e mora na vila Bagga-Shakargarh, a quatro quilômetros da Caxemira. De acordo com Habib, o pombo foi solto durante a comemoração do Eid al-Fitr, celebração muçulmana que marca o fim do Ramadã.

Casos como esse são mais comuns do que se imagina. Em 2016, no estado de Punjab, na Índia,  um pombo foi capturado na fronteira com o Paquistão. O animal carregava um mensagem de ameaça ao primeiro-ministro indiano.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only