quarta-feira, 3 de junho de 2020

Maior e mais antigo monumento maia é descoberto no México

Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, encontraram uma construção com quase 1,4 quilômetros de comprimento, com 15 metros de altura e que foi construída entre 1.000 e 800 anos a.C.

Aguada Fénix/Reprodução
Aguada Fénix/Reprodução

O local foi chamado de Aguada Fénix e fica em Tabasco, no sul do México, próximo da fronteira noroeste com a Guatemala, podendo ser o maior e mais antigo monumento maia já descoberto. Antes disso, o sítio maia de Ceibal, erguido em 950 a.C., era o mais antigo.

A descoberta foi feita através de uma tecnologia conhecida como LIDAR (Light Detection and Ranging), na qual são usados lasers emitidos de um avião e que são capazes de penetrar no dossel de árvores do local analisado e revela as formas tridimensionais que ficam abaixo da flora sem danificá-la. 

. Arqueólogos encontram cannabis e incenso em região bíblica de Israel
Arqueólogos encontram múmia egípcia de 3 mil anos com mais de 30 tatuagens
As misteriosas e incríveis linhas de Nazca

"Esta área é desenvolvida, não é a selva: há pessoas que moram por lá. Entretanto, esse local não era conhecido pois, por ser muito plano e grande, parece uma paisagem natural", disse Takeshi Inomata, líder da pesquisa e professor da Escola de Antropologia da Universidade do Arizona.

De acordo com os arqueólogos, a descoberta vai contra o que já era conhecido sobre as populações que viviam na América Central daquela época. Segundo especialistas, tradicionalmente era pensado que os maias demoraram para se desenvolver, suas pequenas aldeias começaram a aparecer entre 1000 e 350 a.C., sendo assim, existe um mistério de como monumentos com a Aguada Fénix foram feitos.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only