sábado, 20 de junho de 2020

Lua pode ser o local ideal para um acelerador de partículas

A Lua continua fascinando os cientistas e é alvo de vários estudos para construções que podem acelerar os trabalhos feitos pelos cientistas. Dentre os vários projetos de construção, o físico Nikolai Zaitsev propôs mais um. Via LiveScience.

Lua/Reprodução
Lua/Reprodução

Zaitsev acredita que a Lua é o local ideal para um acelerador de partículas. Os estudos envolvendo as  partículas subatômicas são super importantes para a  compreensão das questões mais importantes da física.

De acordo com o físico, a Lua tem três aspectos fundamentais para que ela seja um lugar melhor que a Terra para construir um acelerador de partículas.

O primeiro aspecto é o frio da Lua, na qual a temperatura mínima pode chegar a -233°C e uma temperatura média de -153°C durante a noite. A temperatura é muito importante, pois quanto mais frio, menos são as chances de derretimento dos imãs supercondutores do acelerador.

Ancestrais humanos viram explosão no centro da Via Láctea
Cientistas finalizam mapeamento da superfície da Lua após décadas de trabalho
NASA pode usar energia nuclear para missão em Marte

Outro aspecto importante é a falta de atmosfera, com o vácuo lunar, não há difração da luz, como acontece aqui na Terra.

Por fim, a Lua sempre tem a mesma face na direção da Terra, isso evita problemas de alinhamento, sendo possível direcionar um feixe de partículas da Lua direto para um laboratório de detecção aqui, na Terra.

O principal empecilho para a construção seria o tamanho do acelerador, considerando que o LHC (Large Hadron Collider) tem 27 quilômetros de diâmetro. Um trabalho que já difícil de executar na Terra, seria ainda mais complicado de ser feito na Lua. 

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only