quinta-feira, 14 de maio de 2020

Pegadas na Tanzânia revelam como humanos dividiam as tarefas na pré-história

Há anos a geóloga Cynthia Liutkus-Pierce estuda a região Engare Sero, nas proximidades do vulcão Ol Doinyo Lengai, na Tanzânia. 

Reprodução
Reprodução

No ano de 2009, a pesquisadora encontrou 56 pegadas humanas pré-históricas, mas no decorrer dos anos, ela e sua equipe conseguiram encontrar dezenas de outros registros pré-históricos que podem revelar fatos interessantes do passado.

. Destroços em Pompeia indicam que romanos reciclavam lixo
. Antártida teve enormes florestas tropicais há milhões de anos atrás
. Cientistas encontram partículas de plástico no gelo do Ártico

Neste mês de maio, os pesquisadores publicaram um artigo na revista Nature, referente a 408 pegadas com cerca de 6 a 19 mil anos que eles descobriram na região.


Pegada encontrada na Tanzância/Reprodução
Pegada encontrada na Tanzância/Reprodução

Analisando o tamanho, distância entre as pegadas e as orientações, os geólogos acreditam que 17 faixas de pegadas foram feitas por indivíduos que caminhavam em direção ao sudoeste da região. Eles também concluíram que o grupo era composto por 14 mulheres dois homes e um jovem que não teve seu gênero identificado.

Com isso, os pesquisadores sugerem que as mulheres procuravam comida acompanhadas pelas homens. Isso comprova a teoria de que os caçadores-coletores pré-históricos dividiam o trabalho de acordo com o sexo de cada pessoa.

"Os forrageadores modernos, como os Hadza, na Tanzânia, e os Ache, no Paraguai, tinham grupos de mulheres adultas que coletavam alimentos de forma cooperativa, com visitas ocasionais ou acompanhamento de homens adultos. As pegadas podem indicar forragem cooperativa e sexualmente dividida nesta antiga comunidade humana."

A descoberta é muito importante para os cientistas poderem estudar e entenderem o comportamento e a biologia dos seres antigos.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only