terça-feira, 19 de maio de 2020

Cientistas estudarão rastro de cometa desintegrado em Marte

O telescópio Hubble conseguiu registra o incrível momento em que o cometa Atlas (C/2019 Y4) se desintegrou enquanto viajava pelo espaço.

Cometa Atlas/Reprodução
Cometa Atlas/Reprodução

Os últimos registros feitos pelo telescópio Hubble mostravam que o cometa Atlas estava orbitando Marte a um distância de 145 milhões de quilômetros do planeta Terra.


Hubble registra cometa Atlas se despedaçando na órbita de Marte/NASA/Reprodução
Hubble registra cometa Atlas se despedaçando na órbita de Marte/NASA/Reprodução

A ideia inicial era que o cientistas estudassem o cometa Atlas enquanto ele estivesse passando pelo Sistema Solar, mas devido a sua desintegração, isso não foi possível. Porém, um nova fórmula para estudar o antigo cometa será feita. 

. Cientistas podem ter descoberto o buraco negro mais próximo da Terra
. Cientistas finalizam mapeamento da superfície da Lua após décadas de trabalho
. Vídeo mostra como seriam os foguetes se eles fossem transparentes

"Se os instrumentos da Solar Orbiter detectarem material do cometa Atlas, será o primeiro cruzamento acidental previsto da cauda de um cometa por uma espaçonave ativa, carregando instrumentos apropriados para a detecção de material cometário", dizem os pesquisadores.

A nave espacial Solar Orbiter, controlada pela NASA e pela Agência Espacial Europeia (ESA) que é usada para estudar o Sol, irá passar pelos rastros da cauda do cometa nas próximas semanas, entre os dias 31 de maio e dia 1 de junho, seguindo o rastro do cometa até 6 de junho. A Solar Orbiter pode estudar as partículas ionizadas da atmosfera do Sol, e o mesmo poderá será feito com o antigo cometa.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only