sábado, 18 de abril de 2020

Cientistas recriam a voz de múmia egípcia de 3 mil anos

Com a ajuda da tecnologia é possível descobrir vários fatos interessantes sobre antigas civilizações. O DNA e as ossadas são fundamentais na descoberta de características físicas de determinadas pessoas do passado.

Tomografia da Múmia/Leeds Teaching Hospitals/Reprodução
Tomografia da Múmia/Leeds Teaching Hospitals/Reprodução

Cientistas da Universidade de Londres conseguiram um enorme feito ao recriarem a voz de uma múmia egípcia de 3 mil anos.

. Pirâmide de Djoser é reaberta para visitação após 90 anos
. Destroços em Pompeia indicam que romanos reciclavam lixo
. Arqueólogos descobrem antiga área de culto no Iraque

Ouça o rápido som que foi possível recriar:



Os cientistas usaram uma múmia do Museu da Cidade de Leeds, através de tomografias computadorizadas e uso de uma impressora 3D foi possível recriar um rápido som da antiga múmia.


Tomografia da Múmia/Leeds Teaching Hospitals/Reprodução
Tomografia da Múmia/Leeds Teaching Hospitals/Reprodução

Com a tomografia foi possível mediar as vias aéreas, ossos e a estrutura dos tecidos moles, tarefas que permitiram que o som fosse recriado. A função da impressora 3D foi criar um molde de uma laringe.

De acordo com as pesquisas, o dono da voz era Nesyamun, um antigo sacerdote egípcio que foi morto e mumificado na  época do reinado do Faraó Ramsés XI.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only