quinta-feira, 12 de março de 2020

Cientistas encontram partículas de plástico no gelo do Ártico

O plástico continua se mostrando um material muito resistente e perigoso para o meio ambiente, surpreendendo e assustando cada vez mais os cientistas e colocando a população em estado de alerta para preservar o meio ambiente.

Ártico/Reprodução
Ártico/Reprodução

Em uma missão para a retirada de amostras do gelo do Ártico, cientistas americanos encontraram minúsculas partículas de plástico no local, o que surpreendeu eles, pois era pensado que o local estava livre de poluição.

Os cientistas usaram um helicóptero para chegarem até o local para a retirada da amostras, em uma expedição de 18 dias pela Passagem Noroeste, rota que liga os Oceanos Pacífico e Atlântico.

"Percebemos que está muito contaminado quando você olha com as ferramentas certas, aquilo foi como um soco no estômago", disse Jacob Strock, um dos cientistas, à agência Reuters.

Os pesquisadores encontraram os matérias plásticos em Lancaster Sound, no Ártico Canadense. Foram feitas perfurações em 18 núcleos de gelo de até dois metros de comprimento em quatro locais. Os cientistas dizem que o gelo examinado teria pelo menos um ano. 

Os estudos indicam que as minúsculas partículas de plástico podem ter chegado no local pelo ar e e teria chegado a Lancaster pelas regiões centrais do Ártico. Os cientistas já estão em alerta para saber o quão grave isso pode ser para os animais que vivem nas proximidades e, claro, para o mundo.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only