terça-feira, 17 de março de 2020

Albert Einstein recusou convite para ser presidente de Israel

Com certeza não há dúvidas de que Albert Einstein foi um dos nomes mais importantes que o mundo já teve. Suas contribuições para diferentes áreas de estudos, em especial a física, são quase que inigualáveis. Mas a vida do físico poderia ter tido uma outra etapa, dessa vez, na área da política.

Albert Einstein/Reprodução
Albert Einstein/Reprodução

Em 1952, Einstein foi convidado para ser presidente de Israel, um convite feito pelo primeiro-ministro, Ben-Gurionque, logo após a morte do primeiro presidente do país, Chaim Wiezmann. 

Albert Einstein recusou o convite alegando que lhe faltava aptidão para o cargo e por conta da sua idade, na época já com 73 anos. Além disso, existe uma celebre frase de Einstein, que resumi a sua ideia em relação a física e a política.

"As equações são mais importantes para mim, porque a política é para o presente, mas uma equação é para a eternidade." 

Mesmo recusando o cargo de presidente de um país, sabemos que a vida e carreira de Albert Einstein continua sendo uma das histórias mais incríveis da humanidade e segui inspirando e ajudando a resolver problemas científicos até os dias atuais.

Fique por dentro de um novo mundo curtindo e seguindo CAVASIER no Facebook, Instagram e Twitter e se inscrevendo no canal no YouTube

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only